FABIO MOTTA/ESTADÃO
FABIO MOTTA/ESTADÃO

Da prisão e condenado, Sérgio Cabral 'volta ao Facebook'

Página oficial do ex-governador foi reativada e ganhou um novo nome: 'Apoio a Sergio Cabral'; fan page não era atualizada desde julho de 2014

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

27 Setembro 2017 | 20h11

RIO - Preso na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte do Rio, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral Filho (PMDB) voltou ao Facebook – ao menos, na página oficial dedicada a ele. Nesta quarta-feira, 27, ela foi reativada e ganhou um novo nome: Apoio a Sergio Cabral. A fan page do ex-governador não era atualizada desde julho de 2014.

“Boa tarde. Esta página está sendo reativada com o objetivo de divulgar as principais realizações da gestão do ex-governador Sérgio Cabral. Apesar de alguns tentarem responsabilizá-lo por todas as coisas ruins que vem acontecendo no Estado do Rio, é importante lembrar das grandes conquistas alcançadas entre 2007 e 2014. #apoioasergiocabral”, diz a postagem, publicada no fim da tarde.]

+++ Bretas bloqueia R$ 224 mi de Sérgio Cabral, Adriana e outros nove

Por volta das 19h30, o texto já tinha dois mil comentários, a grande maioria com críticas ao ex-governador ou de pessoas dizendo que estavam “descurtindo” a página com a justificativa de que “não apoio Sergio Cabral”.

Na semana passada, Cabral foi sentenciado a 45 anos e 2 meses de prisão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A pena, relativa à Operação Calicute, foi definida pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio. Sergio Cabral também foi condenado a 14 anos e dois meses de prisão pelo juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba. Ele responde ainda a mais 13 processos.

+++ Bretas proíbe Sérgio Cabral na vida pública até os 80

O Estado entrou em contato com a defesa do ex-governador. O advogado Rodrigo Roca disse que não sabe de quem é a iniciativa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.