Dida Sampaio/ Estadão
Dida Sampaio/ Estadão

Da janela do Planalto, Dilma observa Esplanada vazia por interdição

Na sequência, presidente seguiu para o Palácio da Alvorada, residência oficial, onde gravou, pela manhã, vídeo sobre a decisão do Senado

Carla Araújo, O Estado de S. Paulo

11 Maio 2016 | 21h24

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff apareceu por volta das 19h30 na janela do terceiro andar do Palácio do Planalto, onde fica o seu gabinete. Dilma surgiu ao lado do ministro do Gabinete Pessoal da Presidência, Jaques Wagner. Em imagens registradas por cinegrafistas e fotógrafos, Dilma observa a Esplanada vazia, já que a mesma está interditada, e a montagem de uma barreira de proteção que está sendo montada na rampa do Planalto.

Logo depois, a presidente deixou o Palácio do Planalto e seguiu para o Alvorada, residência oficial, onde gravou, durante a manhã, vídeo que deve ser veiculado nas redes sociais sobre a decisão do Senado, que deve votar pelo seu afastamento por até 180 dias.

Despedida. Por volta das 15 horas, Dilma chegou ao Planalto onde "despachou normalmente", segundo interlocutores, e se encontrou com alguns ministros. Ao Broadcast Político (serviço em tempo real da Agência Estado), o ministro do Gabinete Pessoal da Presidência, Jaques Wagner, disse que se encontrou com a presidente por diversas vezes hoje à tarde e ela estava "tranquila" e trabalhando. "Como é da característica dela, ela está firme, indignada pela injustiça e pela violência que está sendo cometida, mas está tranquila, administrando os atos de governo como qualquer presidente tem que fazer e aguardando a decisão dos senadores", disse o ministro. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.