1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Eleições 2014

Crivella é acusado de propaganda eleitoral antecipada

FÁBIO GRELLET - Estadão Conteúdo

28 Agosto 2014 | 17h 21

A mensagem, divulgada em junho de 2014, antes do período permitido para propaganda eleitoral, continua no site do vereador

Marcos Arcoverde/Estadão
Se condenados, Crivella, o vereador e a responsável pelo blog podem pagar multa de até R$ 25 mil

A divulgação de uma mensagem de apoio à candidatura de Marcelo Crivella (PRB) ao governo do Estado do Rio, feita pelo vereador do Rio de Janeiro João Mendes de Jesus por meio de seu site, levou a PRE-RJ a propor representação contra Crivella e o vereador.

A mensagem, divulgada em junho de 2014, antes do período permitido para propaganda eleitoral, continua no site do vereador. Ele afirma que Crivella é "o político e o cidadão com as melhores condições para assumir o Palácio da Guanabara". "Crivella é competente, trabalhador e ficha limpa, e por isso merece a oportunidade de ser eleito governador do Rio de Janeiro", continua a mensagem.

Sandra Lúcia Teixeira Leite, responsável pelo blog Amigosdocrivella.com, também foi alvo de uma representação. O blog permanecia ativo no início de agosto mesmo após notificação da Justiça Eleitoral determinando sua retirada. "A conduta dos representados foi destinada a alavancar as pretensões políticas de Marcelo Crivella nas próximas eleições e caracteriza propaganda extemporânea, uma vez divulgada em período vedado pela legislação eleitoral, isto é, antes do dia 6 de julho do ano da eleição", acusou o procurador eleitoral auxiliar Sidney Madruga.

Ele cita na representação a jurisprudência da Justiça Eleitoral, que tem coibido a propaganda fora de época nas redes sociais, especialmente pelo grande número de eleitores que conseguem alcançar. Se condenados, Crivella, o vereador e a responsável pelo blog podem pagar multa de até R$ 25 mil. Procurado pela reportagem, o candidato do PRB ainda não se manifestou sobre a representação.

Eleições 2014