Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política

Política » Compra de Pasadena foi 'barata', diz Gabrielli na CPMI

Política

Política

CPMI

Compra de Pasadena foi 'barata', diz Gabrielli na CPMI

O ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli afirmou na tarde desta quarta-feira, 25, que compra de toda a refinaria de Pasadena, no Texas (EUA), foi "barata", de acordo com os preços praticados no mercado atualmente. "Nós compramos uma refinaria barata, abaixo do preço de mercado", afirmou em sua exposição inicial na CPI mista da Petrobras. Segundo ele, a operação somente com a refinaria custou US$ 554 milhões, nas duas etapas de compra, em 2006 e 2012.

0

RICARDO BRITO,
Agência Estado

25 Junho 2014 | 14h53

Gabrielli disse que o valor é um pouco mais do que a metade de aquisições semelhantes realizadas nos Estados Unidos, em média de US$ 10 mil por barril. Ele destacou que a compra estava de acordo com a decisão estratégica da estatal do final da década de 90, que tinha por objetivo investir na aquisição de refinarias com vistas ao crescimento do mercado consumidor interno de petróleo.

O ex-presidente da Petrobras lembrou que o valor Total de US$ 1,2 bilhão de Pasadena engloba, além da compra da refinaria, a da comercializadora (trading) e das custas judiciais. Ele disse que atualmente a refinaria tem sido "razoavelmente lucrativa" e chegou a ganhar este ano um prêmio promovido pelas próprias refinarias norte-americanas.

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.