Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Com pouco tempo de TV e fundo partidário, Marina lança plataforma para voluntários

Interessados poderão contribuir com vídeos, memes ou na elaboração do programa de governo da candidata à Presidência

Marianna Holanda, O Estado de S.Paulo

06 Fevereiro 2018 | 20h46

A pré-candidata à Presidência da República pela Rede, Marina Silva, lançou na noite desta terça-feira, 6, o movimento de voluntários de sua pré-campanha. Sob a #somosmarina, a página na internet tem um formulário, com questões como "como você pode nos ajudar?", em que há possibilidades de panfletar, produzir memes, vídeos, mobilizar a comunidade, e até participar da construção do plano de governo, ou "mobilizar pelos sonhos", como chamam. O interessado deve cadastrar seu nome, e-mail, telefone e redes sociais.

++ Marina sugere que PT, MDB, PSDB e DEM 'tirem sabático'

++ Marina pede a políticos ‘respeito às instituições’

“Você pode participar cada vez mais, tanto nos debates sobre programas de governo, que já estamos começando a fazer essa atualização, quanto na mobilização envolvendo cada vez mais pessoas”, disse Marina, em um curto vídeo de divulgação do programa de voluntários nas redes sociais.

Um dos maiores obstáculos que a ex-ministra do Meio Ambiente de Lula encontrará na sua campanha é o curto tempo de TV e rádio. O cálculo é feito com base no tamanho da bancada na Câmara dos partidos da coligação. No caso do partido de Marina, são quatro deputados federais. Além disso, criada em 2015, a Rede recebe poucos recursos do fundo partidário: por mês cerca de R$ 280 mil. O PT, por exemplo, recebe R$ 8,2 milhões.

Em 2014, quando disputou pela segunda vez à Presidência, a ex-ministra do Meio Ambiente também teve um grupo de voluntários, mas não de forma estruturada como propõe agora. Na pesquisa Datafolha da semana passada, a presidente da Rede aparecia atrás do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), disputando o segundo lugar com o ex-governador Ciro Gomes (PDT), o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) e o apresentador de TV Luciano Huck (sem partido). Em um cenário de ausência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na disputa, Marina e Ciro são os maiores beneficiados com eleitores de Lula.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.