CNT/Sensus: 45,5% aprovam ministros de Dilma

O levantamento Sensus divulgado hoje pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) apurou se os entrevistados aprovam ou não os ministros confirmados pela presidente eleita, Dilma Rousseff (PT). Para 45,5% os indicados são "ótimos" ou "bons". Para 23,5% as nomeações são "regulares" e para 7% os novos ministros são "ruins" ou "péssimos". Outros 24,2% não souberam responder.

CAROL PIRES, Agência Estado

29 Dezembro 2010 | 16h45

A pesquisa perguntou ainda a quem os entrevistados atribuíam a indicação dos novos ministros: 27,5% acreditam que partiram do presidente Luiz Inácio Lula da Silva as nomeações. Os que acham que Dilma Rousseff foi a principal responsável pelas indicações somam 24,8% e os que creditam aos partidos aliados somam 18%.

Outros 16,7% acham que o PT foi o principal responsável pela indicação da nova equipe ministerial, enquanto 13,15% não souberam responder. Foram entrevistadas duas mil pessoas em 136 municípios de 24 Estados, entre os dias 23 e 27 de dezembro de 2010.

Mais conteúdo sobre:
pesquisa CNT Sensus Dilma Rousseff ministério

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.