Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política

Política » Cinco militantes do MST são presos após ataque a órgão federal no Tocantins

Política

Política

PALMAS

Cinco militantes do MST são presos após ataque a órgão federal no Tocantins

Cerca de 70 integrantes dos movimentos dos Trabalhadores Sem Terra e dos Atingidos por Barragens quebraram porta da Superintendência Federal de Agricultura, em Palmas

0

Célia Bretas Tahan, especial para O Estado,
O Estado de S.Paulo

09 Março 2016 | 18h46

PALMAS - A Polícia Militar deteve cinco pessoas suspeitas de quebrarem com um machado a porta de vidro da Superintendência Federal de Agricultura, em Palmas, no Tocantins. O ataque ocorreu nessa terça-feira, 8, durante tentativa de invasão do prédio, por cerca de 70 integrantes dos movimentos dos Trabalhadores Sem Terra e dos Atingidos por Barragens. Os detidos, cujos nomes não foram divulgados, prestaram depoimento à Polícia Federal.

Em nota, as duas entidades e outras 15 manifestaram indignação com a “prisão de cinco militantes do MST” e consideraram a ação policial “truculenta e agressiva”. Ainda de acordo com os movimentos, a mobilização tinha como objetivo defender a natureza, além de ser contra a violência e o agronegócio”. Segundo a nota, depois da abertura de inquérito, os detidos foram encaminhados à Casa de Prisão Provisória de Palmas, onde agentes penitenciários confirmaram que continuam presos.  O Ministério da Agricultura, também em nota, disse que o ato, “que resultou em depredação do patrimônio público, merece condenação moral e responsabilização dos envolvidos. Tal comportamento desvirtua o conceito de protesto e traz prejuízos à própria população”.

Comentários