Churrasco e shows para a volta de Delúbio

Diretórios do PT em Buriti Alegre, cidade natal do ex-tesoureiro, e de Goiânia preparam festas para celebrar refiliação

Denise Madueño, de O Estado de S. Paulo

06 Maio 2011 | 23h00

BRASÍLIA - Uma semana depois de ser reintegrado ao PT, o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares, réu no processo que apura o esquema do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF), será homenageado neste sábado, 7, em Buriti Alegre (GO), sua cidade natal. O diretório municipal do partido, com a ajuda do prefeito da cidade, o petista João Alfredo Mello Neto, vai promover uma grande festa para o ex-tesoureiro, expulso em 2005 por "gestão temerária".

 

Centro Catequetico José Gonçalves de Oliveira, onde será a festa preparada pelo PT de Buriti Alegre

 

Essa será a primeira mostra de boas-vindas. No dia 26, uma megacelebração está em preparação pela direção municipal do PT em Goiânia, com shows de artistas locais, discursos e apoios políticos.

 

Petistas amigos de Delúbio apostam que seu futuro político será sair como candidato a uma vaga de deputado federal por Goiás em 2014. O irmão do ex-tesoureiro, Carlos Soares, já anunciou sua candidatura à vereador de Goiânia. Soares não conseguiu se reeleger a uma vaga na Câmara Municipal nas últimas eleições, mas, com a ajuda de Delúbio, espera voltar ao cargo.

 

"Vamos dar as boas-vindas a Delúbio. O PT virou uma grande família e estamos recebendo o nosso filho de volta", afirmou Ivanor Florêncio, ex-presidente do PT de Goiânia, assessor da prefeitura da cidade e um dos organizadores da festa de boas-vindas. O petista espera reunir em torno de 500 pessoas no dia 26. "Delúbio é muito querido. É uma pessoa muito especial em Buriti Alegre e em Goiânia."

 

Em Buriti Alegre, distante cerca de 150 quilômetros de Goiânia, a festança deve reunir em torno de 15 prefeitos da região, companheiros de partido e familiares do petista no ginásio de esportes da Paróquia Nossa Senhora Abadia, alugado pelo diretório municipal do PT. "Como ele ficou fora do partido, queremos fazer um ato de boas-vindas para ele", justificou o prefeito João Alfredo.

 

Delúbio foi expulso do PT em 2005, depois de seu envolvimento no escândalo do mensalão, e reintegrado ao partido no fim de abril, durante reunião do diretório nacional do partido em Brasília. "Ele não foi condenado", ressaltou o prefeito.

 

Cardápio. Uma vaca e, pelo menos, cinco porcos foram sacrificados e oferecidos pelo pai de Delúbio, proprietário rural na região, para o churrasco. Também será servido aos cerca de 200 convidados o prato típico goiano: galinhada com pequi e guariroba. "Espero que ele goste e que a gente faça com que ele se sinta à vontade. Aqui é o berço dele e é o mínimo que poderíamos fazer", afirmou o prefeito.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Delúbio PT refiliação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.