André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Chega ao Congresso acórdão do TCU pela rejeição das contas de Dilma em 2014

Com o documento o em mãos, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) pode ler ainda nesta quarta em plenário o parecer da corte de contas

Isabela Bonfim e Erich Decat, O Estado de S. Paulo

14 Outubro 2015 | 16h59

Brasília - O acórdão do processo de reprovação das contas do governo em 2014 pelo Tribunal de Contas da União (TCU) foram protocolados nesta tarde na Secretaria-Geral da Mesa do Congresso, segundo informações dos integrantes da Mesa. Com os acórdãos da decisão em mãos, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) pode ler ainda nesta quarta em plenário o parecer do TCU, o que dá permissão à presidente da Comissão Mista de Orçamento, senadora Rose de Freitas (PMDB-ES), de indicar o relator do processo. 

A decisão sobre ler em plenário o parecer do TCU deve ser fortalecida pelos representantes da oposição, que têm interesse em acelerar o processo de desaprovação das contas da presidente Dilma Rousseff. 

Rose de Freitas reafirmou mais cedo que, tão logo receba o acórdão do Tribunal de Contas da União (TCU), vai nomear o relator do caso. 

Mais conteúdo sobre:
TCU Dilma Rousseff Congresso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.