Casa Civil diz que não foi notificada sobre representação

A Casa Civil informou que não tomou conhecimento oficial da representação apresentada hoje ao Ministério Público pelo relator de sistematização da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) Mista dos Cartões Corporativos, deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), contra 16 integrantes do governo, entre eles a ministra Dilma Rousseff, sua secretária-executiva e principal assessora, Erenice Guerra, e o ex-secretário de Controle da Casa Civil José Aparecido Nunes. De acordo com a Casa Civil, somente após ser notificada poderá se pronunciar sobre a representação. A Casa Civil também reiterou que seus funcionários trabalharam na elaboração de um banco de dados, e nega que tenha ocorrido a elaboração de um dossiê. Já a assessoria do relator geral da Comissão, deputado Luiz Sérgio (PT-RJ), informa que o assunto deverá ser abordado no seu relatório final da CPI. O deputado recomendará que sejam garantidas as condições para que a Polícia Federal conduza a apuração do "episódio como um todo".

SÔNIA FILGUEIRAS, Agencia Estado

26 Maio 2008 | 21h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.