Cardozo: ideia é fortalecer atuação 'republicana' da PF

O futuro ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou hoje que a Polícia Federal (PF) terá uma atuação muito importante na pasta. Ao anunciar o nome de Leandro Coimbra para o cargo de diretor-geral da corporação, Cardozo disse que a ideia do governo é "fortalecer a PF como um órgão que atua de maneira republicana". Cardozo afirmou que pediu ao novo diretor-geral um plano estratégico da PF para o próximo período.

LEANDRO COLON, Agência Estado

29 Dezembro 2010 | 17h27

Além disso, o futuro governo decidiu vincular a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) ao Ministério da Justiça, segundo Cardozo. Atualmente, a secretaria é vinculada ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI). "A política de drogas tem de estar casada com segurança pública", justificou o futuro ministro da presidente eleita, Dilma Rousseff.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.