Cardozo defende apuração de denúncias sobre a Petrobras

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse que a Polícia Federal tem de investigar não apenas as denúncias que envolvem a Petrobras, mas também o vazamento de informações. "A nossa determinação é que tanto o fato como eventuais vazamentos ilegais sejam sempre apurados", disse, ao participar de cerimônia em comemoração aos 25 anos do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

MARIÂNGELA GALLUCCI, Agência Estado

07 Abril 2014 | 18h41

Cardozo garantiu que a PF investiga com "absoluta autonomia e independência" todas as suspeitas, inclusive aquelas relacionadas à Petrobras. Mas ele fez questão de ressaltar que a investigação deve ocorrer sob sigilo. Questionado sobre as apurações, ele disse que "não cabe ao ministro da Justiça fazer juízo de valor sobre os fatos investigados". Ele reconheceu que é difícil investigar o vazamento de informações por causa do princípio constitucional de sigilo da fonte.

Mais conteúdo sobre:
Petrobras Cardozo vazamento informações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.