1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Cancelado o convênio entre Ministério da Saúde e ONG do pai de Padilha

Luci Ribeiro - O Estado de S. Paulo

31 Janeiro 2014 | 10h 41

Ministro e provável candidato ao governo de SP anunciou suspensão na quinta após imprensa revelar convênio, autorizado em dezembro; decisão foi publicada no Diário Oficial desta sexta

Brasília - O Diário Oficial da União desta sexta-feira, 31, publica extrato de rescisão de convênio de R$ 199,8 mil firmado entre o Ministério da Saúde e a ONG Koinonia-Presença Ecumênica e Serviço, que tem como sócio-fundador Anivaldo Padilha, pai do ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

A decisão de rescindir o convênio foi anunciada nesta quinta pelo ministro. "Pedi ao jurídico do Ministério para tomar todas as medidas legais e cancelar o convênio. É uma decisão pessoal, para que não fique nenhuma dúvida da lisura dos meus atos no Ministério da Saúde", disse Padilha após participar da Campus Party, que ocorre na capital paulista.

Segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo, Padilha autorizou o convênio em dezembro do ano passado. A ONG ficaria responsável por promover "ações de promoção e prevenção de vigilância em saúde".

Nesta sexta, Padilha cumpre o seu último dia à frente do Ministério. Ele deixa o cargo para disputar o governo do Estado de São Paulo pelo PT nas eleições deste ano. Na segunda-feira, o novo ministro da pasta, Arthur Chioro, toma posse.