1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Campos quer conciliar agronegócio e política ambiental

WLADIMIR DANDRADE - Agência Estado

26 Maio 2014 | 09h 56

A compatibilização de interesses entre o agronegócio e o meio ambiente é a principal demanda do setor rural para o próximo presidente da República. A manifestação foi feita nesta segunda-feira, 26, pelo presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Gustavo Diniz Junqueira, antes do início de mais um evento da série Cafés da Manhã Estadão Corpora, com o pré-candidato Eduardo Campos (PSB). "O desafio é unir os interesses em prol do Brasil", disse.

O representante do agronegócio lembrou que as questões de interesse do setor rural estão divididas em três ministérios, Agricultura, Desenvolvimento Agrário e Meio Ambiente. O que o País precisa, no entanto, é um projeto único capaz de tornar o Brasil o principal produtor mundial, segundo Junqueira. "O agronegócio deve ser priorizado, porque quando o setor vai bem ele gera demanda por serviços e produtos", afirmou. "Esta é uma maneira democrática de desenvolver o País", completou.

Sobre o próximo governo, não importa quem vença as eleições de outubro, Junqueira espera que o presidente consiga minimizar o fator ideológico presente nas políticas públicas criadas pelos segundo e terceiro escalões do governo. Ele citou, como exemplo, os assentamentos agrários. De acordo com o presidente da SRB, o Brasil tem mais terras assentadas do que para o agronegócio, cerca de 88 milhões de hectares e 60 milhões de hectares, respectivamente, disse ele. "No entanto ninguém discute a produtividade dessas áreas", afirmou. (