1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Eleições 2014

Campos: Estado deve intervir pouco em preço de remédio

ANA FERNANDES - Agência Estado

27 Maio 2014 | 12h 09

Questionado nesta terça-feira, 27, sob o controle de preços de medicamentos, o presidenciável Eduardo Campos (PSB) disse que como regra é a favor de o Estado intervir o mínimo possível em definição de preços. Em palestra com empresários do setor, Campos evitou responder especificamente, mas disse que mecanismos não podem desincentivar a inovação e o ganho de produtividade. "Tudo o que o Brasil precisa é aumentar a produtividade", disse.

O pré-candidato disse ser importante o incentivo à inovação, por meio de subsídio de juros, mas que isso não é suficiente, e que há necessidade de políticas de estímulos para iniciativas inovadoras. "Se você condena quem inova, você está fazendo o contrário do que deve ser feito".

Políticas para a Saúde

Campos voltou a criticar a gestão da Saúde pelo governo federal, citando a baixa qualidade da formação dos médicos e do atendimento em hospitais universitários espalhados pelo país. Sem detalhar as propostas, Campos afirmou ser a favor de aumentar o orçamento dedicado à Saúde pela União. O pessebista mencionou que a maioria dos municípios do País tem o orçamento muito comprometido e precisa de apoio do orçamento federal.

Eleições 2014