1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Campos diz que mercado de gás natural 'parece um filme de terror'

Pedro Venceslau - O Estado de S.Paulo

13 Maio 2014 | 10h 11

Pré-candidato do PSB reuniu-se, nesta terça-feira em São Paulo, com empresários do setor, que pediram mudança no Ministério de Minas e Energia, sob comando do PMDB

SÃO PAULO - O ex-governador Eduardo Campos, pré-candidato do PSB à Presidência da República, disse nesta terça-feira, 13, durante um encontro com representantes do mercado de gás natural em São Paulo, que o setor "parece um filme de terror". O pessebista ouviu dirigentes da área pedirem que, caso eleito, tire o PMDB do comando do Ministério de Minas e Energia, atualmente dirigido pelo ministro Edison Lobão.

"Quem devia estar fazendo esta reunião é o governo", disse Campos, ao criticar a falta de diálogo com o setor. "Temos uma crise de confiança na economia. Confiança é feito cristal. Se quebrou, não emenda".

O presidenciável também argumentou que o setor energético vive cenário parecido com o ocorrido no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), quando houve o apagão de energia. "O atual governo não quer evidenciar ao Brasil que vivemos uma situação semelhante ao constrangimento do governo combatido por ele em 2001", afirmou.

Ainda segundo Campos, a gestão Dilma Rousseff "é um governo estatizante que está quebrando as estatais". O ex-governador defendeu também transparência das agências reguladoras.

Nesta terça-feira, o presidenciável do PSB cumpre agenda dupla em São Paulo. Após encontro com empresários do setor de gás natural, ele faz palestra no Congresso Internacional do Varejo realizado pela Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop). À tarde, ele segue para Brasília, onde participa de reunião da Executiva do PSB.