1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Campos defende CPI se não houver esclarecimentos da Petrobrás

Angela Lacerda - O Estado de S. Paulo

24 Março 2014 | 16h 12

Pré-candidato do PSB a Presidência afirmou que é importante 'ter muito cuidado para não prejudicar ainda mais' a estatal

RECIFE - O governador e pré-candidato à presidência da República, Eduardo Campos (PSB) defendeu nesta segunda-feira, 24, o pedido de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Petrobrás caso seus dirigentes não esclareçam o que ocorre com a empresa.

"Queremos tratar a questão com muita tranquilidade, não queremos eleitoralizar o debate, queremos ter muito cuidado para não prejudicar ainda mais a Petrobrás, que já foi muito prejudicada", afirmou. "Mas não podemos ficar sem as respostas adequadas, a cada dia se tem uma surpresa, uma notícia diferente, uma notícia nova", complementou ao se referir à reportagem do Estado que informa que a Petrobrás dispensou pagamento de dívida da PDVSA referente à Refinaria Abreu e Lima, que está sendo construída em Pernambuco.

"Que (a Petrobrás) tem problema tem", observou o governador. "Não podemos imaginar que a empresa que era a décima-segunda petrolífera no mundo esteja caindo da centésima para baixo com perda de metade do seu valor e com endividamento multiplicado por quatro". "É preciso saber o tamanho do problema para se saber a solução, inclusive".

O governador lembrou que os senadores do PSB pediram, na semana passada, a presença, no Congresso Nacional, dos responsáveis pela Petrobrás - do conselho ou da direção executiva - para prestar esclarecimentos. Segundo ele, a bancada do PSB na Câmara Federal também acionou o Ministério Público Federal. "Caso não sejam suficientes (os esclarecimentos) entendemos que vai ser o caso de se pedir uma CPI".

A manifestação de Campos ocorre após o Estado revelar, na semana passada, que a presidente Dilma deu aval à compra da polêmica refinaria de Pasadena, nos EUA. Desde então, a oposição vem se articulando para tentar criar uma CPI para investigar a estatal. O pré-candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves deve apresentar o pedido para a criação da comissão na próxima terça-feira, 25.