1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Eleições 2014

Campos: 'Decisão judicial ou se cumpre ou se recorre'

RENE MOREIRA - Estadão Conteúdo

02 Agosto 2014 | 14h 09

O candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, evitou comentar a polêmica envolvendo o pedido de direito de resposta protocolado junto à Justiça Eleitoral pelo candidato de sua sigla ao governo de Pernambuco, Paulo Câmara. Ele foi indagado pelo jornal O Estado de S. Paulo neste sábado, 02, durante visita a Brotas (SP).

"Decisão judicial se cumpre ou se recorre", afirmou Campos para dizer que não vê nada de anormal nessa questão. Entretanto, ele deixou claro que sua campanha à presidência não tem nada com isso. "Já me manifestei várias vezes sobre isso. As campanhas estaduais respondem por suas iniciativas. Não houve nenhuma iniciativa da campanha nacional", explicou.

Questionado ainda sobre sua opinião a respeito deste assunto, ele preferiu parar com a conversa. "Não costumo comentar decisão judicial", encerrou. O direito de resposta foi feito contra o jornal Folha de S. Paulo por publicar reportagem na qual o deputado federal José Augusto Maia (Pros-PE) diz ter recebido oferta de propina para que seu partido apoiasse a chapa liderada pelo PSB. O direito de resposta do candidato saiu no jornal também neste sábado.

Eleições 2014