1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Campanha do PT que apela ao medo é um 'desserviço', diz Marina

Bernardo Caram - O Estado de S.Paulo

16 Maio 2014 | 13h 01

Candidata a vice-presidente pelo PSB critica propaganda petista que foi ao ar nessa quinta-feira, e diz que população não teme mais perder direitos sociais

BRASÍLIA - A ex-senadora Marina Silva criticou nesta sexta-feira, 16, o tema da campanha de rádio e televisão do PT, que apresenta o discurso do medo para enfraquecer os candidatos oposicionistas. Marina disse que é evidente a insatisfação da população com o atual governo e considerou "um desserviço trazer algo ainda mais negativo, que é o medo".

As propagandas petistas tratam Eduardo Campos (PSB) como "um salto no escuro para o futuro" e Aécio Neves (PSDB) como "um passo atrás para o passado". Marina, pré-candidata a vice na chapa de Campos, lembrou que a estratégia já foi usada no passado contra o PT, antes de Lula se tornar presidente, quando o partido adotou a frase "a esperança venceu o medo".

"Não acredito que a esperança possa ser vencida pelo medo novamente, porque a esperança já venceu o medo", afirmou. Referindo-se à chapa PSB/Rede, Marina ressaltou que os brasileiros já conseguem verificar que existe uma força política que vai manter as conquistas alcançadas pelo PT e pelo PSDB. "Convencemos as pessoas de que aquilo que é conquistado não é um favor, é um direito", disse. "A minha disposição e do Eduardo é que vamos dialogar com os dois legados, preservando o que precisa ser preservado, corrigindo os erros que precisam ser corrigidos e enfrentando os novos desafios", afirmou.

Marina participa nesta sexta de um encontro com a juventude da Rede para discutir o fortalecimento da ação dos jovens na política. A reunião acontece no salão paroquial de uma igreja anglicana, em Brasília.