1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Câmara e Senado remarcam sessões solenes

RICARDO DELLA COLETTA E RICARDO BRITO - Estadão Conteúdo

18 Agosto 2014 | 17h 10

As sessões solenes do Congresso para homenagear Eduardo Campos (PSB), candidato à Presidência morto em um acidente aéreo na semana passada em Santos (SP), foram adiadas para a primeira semana de setembro.

A sessão da Câmara estava originalmente prevista para amanhã, mas a data foi remarcada por coincidir com a missa de sétimo dia de Campos, que também ocorre em Brasília. De acordo com a assessoria da presidência da Câmara, serão convidados para a solenidade familiares de Campos, os presidentes dos tribunais superiores e a presidente Dilma Rousseff. A data ainda não foi definida.

No Senado, a sessão especial para homenagear Campos, inicialmente agendada para esta quarta-feira, 20, às 16 horas, foi reagendada para 2 de setembro. O líder do PSB na Casa, Rodrigo Rollemberg (DF), informou que fez um pedido ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para que adiasse a sessão, já que o horário seria o mesmo da reunião da Comissão Executiva Nacional da legenda que deve sacramentar a indicação da ex-ministra Marina Silva como novo cabeça de chapa socialista e escolher um novo candidato a vice.