1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Câmara convida 5 ministros a prestarem esclarecimentos

DAIENE CARDOSO - Agência Estado

19 Março 2014 | 14h 06

A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN) aprovou na manhã desta quarta-feira, 19, o convite para que cinco ministros e o assessor especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, compareçam à Câmara dos Deputados.

A oposição, que tem o controle da comissão, cedeu e aceitou transformar os requerimentos de convocação em convites. A lista inclui os ministros da Saúde, Arthur Chioro; das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo; da Defesa, Celso Amorim; da Justiça, José Eduardo Cardozo; e do Esporte, Aldo Rebelo.

Os convites foram aprovados uma semana após a Câmara chamar dez ministros e a presidente da Petrobras, Graça Foster, para prestar esclarecimentos aos deputados. Em um só dia, quatro ministros foram convocados à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC).

Havia uma preocupação do governo com a possibilidade do episódio se repetir na Comissão de Relações Exteriores, já que na passada semana a base aliada aproveitou que a crise na Crimeia dominou os debates na reunião e conseguiu evitar que as convocações fossem aprovadas em meio ao agravamento das relações entre o Palácio do Planalto e os aliados da Câmara.

Chioro, que esteve hoje na CFFC, voltará à Câmara para falar sobre o modelo de parceria adotada na contratação de médicos cubanos para o programa Mais Médicos. Figueiredo e Amorim serão convidados a participar de audiência pública sobre a agenda de política externa e de defesa do governo brasileiro.

Amorim também deve fazer dobradinha com José Eduardo Cardozo para prestar esclarecimentos sobre a Operação "Garantia de Lei e Ordem" (ação militar conduzida pelas Forças Armadas para estabelecer a ordem pública com autorização prévia da Presidência da República). Já Aldo Rebelo foi convidado para falar sobre os preparativos da Copa do Mundo e Marco Aurélio Garcia para falar sobre a crise venezuelana.