Marcos Arcoverde/Estadão
Marcos Arcoverde/Estadão

Bretas diz no Twitter que 'presidente' que gosta de suborno acaba em ruína

Juiz adaptou provérbio à realidade política brasileira para comentar julgamento no STF

O Estado de S.Paulo

05 Abril 2018 | 09h10

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, responsável pela Lava Jato no Estado, publicou nesta manhã, em sua página pessoal no Twitter, um texto com referência ao resultado desta madrugada no STF que, por seis votos a cinco, rejeitou o habeas corpus da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e abriu caminho para a sua prisão.

+++Lula admite a aliados que está fora das eleições

Citando o provérbio 29:4 - "O rei que exerce a Justiça dá estabilidade ao País, mas o que gosta de subornos o leva à ruína" -, o magistrado pontuou: "Eis um texto milenar para reflexão, que fica ainda mais atual se mencionarmos 'presidente' ou 'primeiro-ministro'."

O Supremo rejeitou, na madrugada desta quinta-feira, o pedido de habeas corpus apresentado pela defesa de Lula. O ex-presidente volta agora à segunda instância, com os embargos dos embargos no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) - que não têm poder de reverter a decisão. O juiz Sérgio Moro já pode pedir a prisão de Lula, mas deve aguardar a análise dos embargos. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.