1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Brasil tem fundamentos sólidos, diz Miriam Belchior

FERNANDO TRAVAGLINI - Agência Estado

28 Março 2014 | 16h 33

A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, foi bastante direta ao responder sobre os efeitos do rebaixamento da nota de risco de crédito do Brasil pela Standard & Poor''s (S&P) sobre os investimentos. Segundo ela, o País mantém seus fundamentos fiscais, monetários e cambiais bastante sólidos. "A própria agência reconheceu que o Brasil tem fundamentos sólidos, e consideramos que a S&P reafirmou que o Brasil tem grau de investimento", disse, em entrevista à imprensa na Costa do Sauípe, na Bahia, durante evento do Banco Interamericano de Investimento (BID).

Miriam ressaltou que todos os indicadores divulgados após o rebaixamento foram positivos e citou o resultado fiscal e a dívida pública, entre outros. "Brasil é um dos que mais atraem capital externo e fez uma emissão ontem de muito sucesso", comentou. Sobre como estimular o investimento, Miriam disse que o governo entende que a melhor forma é uma parte vir do setor privado e outra, do governo. "Temos juntado público e privado. E nos parece que essa junção é fundamental para alavancar o investimento", disse. Questionada sobre a reação da Bovespa à queda da aprovação da presidente Dilma Rousseff em recente pesquisa CNI/Ibope, ela disse que esse não é a melhor forma de avaliação. "A Bolsa não é o melhor indicador para avaliar o governo", afirmou.