1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Brasil pode enviar 600 toneladas de alimentos ao Haiti

Fabiana Marchezi, da Central de Informações

13 Janeiro 2010 | 22h 02

Aviões levarão água e alimentos ao país; recomendação aos brasileiros é aguardar para mobilizar doações

O Brasil deve enviar ao Haiti 400 toneladas de leite em pó e 200 toneladas de arroz e feijão. O envio dos alimentos foi decidido nesta quarta-feira, 13, em uma reunião realizada pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

 

Veja também:

link Ajuda ao Haiti mobiliza o mundo; Brasil doará US$ 15 milhões

 

Os ministérios aguardam instruções do Comitê de Crise criado pelo Governo Federal para definir ações de ajuda à população o Haiti, que foi devastado por um terremoto na terça-feira, 12.

 

Em reunião do Comitê de Crise, o Ministério da Aeronáutica informou que dois aviões Hércules seguirão ainda nesta quarta para o país da América Central, levando a bordo 11 toneladas de água engarrafada e 10 toneladas de alimentos, itens prioritários no momento, ao lado de recursos humanos especializados em buscas.

 

O representante do Ministério do Exército reiterou a informação de que as necessidades prementes são água, alimentos e pessoal qualificado para buscas e salvamento.

 

Na situação atual daquele país, a avaliação do Ministério da Defesa, do Exército e da Força Aérea Brasileira (FAB) é de que não há condições de organizar o recebimento de possíveis doações e nem armazená-las.

 

Por isso, o MSD recomenda que a população brasileira aguarde para fazer mobilizações visando arrecadação de ajuda material, por conta da possibilidade de perda de alimentos. Além disso, ainda não se pode precisar que tipo de auxílio será mais útil, levando em conta inclusive aspectos culturais.