Reprodução
Reprodução

Brasil concede visto de turista para a dissidente cubana Yoani Sanchez

A blogueira que ganhou notoriedade ao criticar o regime castrista ainda precisa da autorização do governo do país para viajar; ela também pediu uma audiência com Dilma durante sua visita a Cuba

Lisandra Paraguassu, de O Estado de S.Paulo

25 Janeiro 2012 | 18h36

BRASÍLIA - O governo brasileiro concedeu nesta quarta-feira, 26, visto de turista para que a dissidente cubana Yoani Sanchez venha ao Brasil para a apresentação do documentário Conexión Cuba-Honduras, do cineasta Dado Galvão, do qual participa. Ela divulgou uma imagem do documento em seu perfil no Twitter. "Já tenho o visto para o Brasil. Agora falta o mais difícil, a permissão de saída", escreveu a blogueira na mensagem.

 

Yoani havia pedido o visto em uma carta enviada à presidente Dilma Rousseff na última sexta-feira. O visto foi liberado, mas não garante a visita de Yoani. Antes, a dissidente precisa da autorização do próprio governo cubano para deixar o país, o que ela não conseguiu até hoje, apesar das 18 tentativas.

 

A blogueira, que também é colunista do Estado, pediu na carta uma audiência com a presidente durante sua visita a Cuba, que acontece nos próximos dias 30 e 31. A agenda de Dilma durante a visita ainda não está fechada, mas dificilmente ela terá encontros com dissidentes.

Mais conteúdo sobre:
Yoani Sanchez Cuba dissidente visto Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.