Braga diz que PMDB voltará a se unir após eleição no Senado

O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, disse na tarde deste domingo, 1º, que o PMDB voltará a se unir após a eleição do novo presidente do Senado. O partido escolheu Renan Calheiros (AL) como candidato para a reeleição, mas Luiz Henrique Silveira (SC) se lançou como candidato independente.

ANNE WARTH - ANNE.WARTH@ESTADAO.COM, Estadão Conteúdo

01 Fevereiro 2015 | 16h12

"Tenho certeza de que logo após o resultado eleitoral, o PMDB saberá restabelecer o diálogo interno e buscar imediatamente a convergência em torno dos desafios", afirmou.

"Nossa expectativa é de que o presidente Renan possa se reeleger, mas respeitamos, admiramos e temos uma boa relação e diálogo com o senador Luiz Henrique. Saberemos respeitar o resultado dessa decisão do Senado da República na escolha de seu presidente."

Braga veio à cerimônia de posse dos senadores para prestigiar a Casa e a mulher, Sandra Braga, que vai participar pela primeira vez de uma sessão no Senado. Sandra era a primeira suplente em sua vaga de senador pelo Amazonas. Ela tomou posse após Braga assumir o Ministério de Minas e Energia.

Mais conteúdo sobre:
senado presidência eduardo braga

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.