1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Bezerra Coelho diz que Campos será cabeça de chapa

ERICH DECAT - Agência Estado

14 Abril 2014 | 16h 01

O evento de pré-lançamento da chapa presidencial de Eduardo Campos (PSB) e Marina Silva (PSB) nesta segunda-feira, 14, tem dois objetivos principais segundo integrantes da legenda: "estancar" as especulações de que a ex-senadora pode ser a cabeça de chapa e dar o "start" para uma massificação do nome do ex-governador de Pernambuco.

Em conversa com a reportagem antes do inicio do evento que ocorrerá em Brasília, o ex-ministro da Integração no governo Dilma Fernando Bezerra Coelho explicou os próximos passos da pré-campanha do partido à Presidência. "Primeira coisa é essa, estancar as especulações de que Marina seria a cabeça de chapa. Segundo é que, com o Eduardo cada vez mais conhecido, com a Marina firmada na chapa, acho que a gente aqui acelera a disseminação da candidatura do Eduardo. Ele deverá experimentar nos próximos 90 dias de pré-campanha um maior conhecimento por parte do eleitorado", afirmou o ex-ministro.

Questionado como seria essa disseminação, o ex-integrante do governo Dilma explicou: "Vamos fazer isso nas visitas que a Marina e o Eduardo vão fazer até a convenção. A previsão é que visitem mais de cem cidades". Segundo ele, também deverá haver intensificação do uso das redes sociais, programas de rádio e TV para que o nome do Eduardo Campos seja conhecido pelo eleitorado. A meta é de até o mês de agosto é ter ultrapassado o senador Aécio Neves (PSDB-MG), atualmente segundo colocado nas pesquisa.

"Vai se intensificar e acelerar a disseminação de que Eduardo é candidato à presidente e Marina sua companheira de chapa. Esperamos que antes de agosto esse movimento, esse dinamismo que vai ser iniciado hoje vai nos dar a chance de se aproximar e ultrapassar do segundo colocado nas pesquisas, pra que durante o período eleitoral possamos partir para uma disputa mais direta com a presidente".