Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política » Base aliada apresenta pedido de nova CPI da Petrobrás para investigar tucanos

Política

Base aliada apresenta pedido de nova CPI da Petrobrás para investigar tucanos

Na reação, aliados cobram apuração de práticas crimes cometidos em contratos do Metrô em SP

0

Ricardo Brito,
Agência Estado

01 Abril 2014 | 19h26

BRASÍLIA - A base aliada do governo no Senado reagiu e apresentou nesta terça-feira, 1, um requerimento para criar uma CPI da Petrobras com a tentativa de também investigar governos do PSDB. No pedido, lido pelo senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), a base aliada cobra apurações de práticas de corrupção, lavagem de dinheiro, desvio de recursos e irregularidades em contratos do Metrô em São Paulo, entre outros fatos.

O novo requerimento da CPI, lido logo em seguida ao requerimento da oposição, foi duramente criticado pela oposição. Para o líder do PSDB no Senado, Aloysio Nunes Ferreira (SP), querem "matar" a CPI por meio de uma manobra regimental. Até o momento, o requerimento da nova CPI ainda não foi divulgado pela Mesa Diretora, mas integrantes da base disseram que ele tinha recebido o apoio de 60 senadores.

"O PMDB não pode ser serviçal da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR)", clamou o líder tucano ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Para Aloysio Nunes, a decisão de fazer essa CPI é uma "pouca vergonha" com o objetivo de "grilar" a CPI.

O presidente do Senado ficou de responder amanhã ao pedido feito pela oposição para anular o requerimento de criação da CPI da Petrobras juntamente com o escândalo do cartel do Metrô.

Mais conteúdo sobre: