1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Bancada do PMDB na Câmara aprova moção de apoio a Cunha

Eduardo Bresciani - O Estado de S. Paulo

11 Março 2014 | 16h 47

Texto aprovado em reunião da bancada afirma que as agressões sofridas pelo líder 'extrapolam o patamar da civilidade em quaisquer das relações' e que 'atacar o líder é atacar o partido'

Brasília - A bancada do PMDB na Câmara dos Deputados aprovou na tarde desta terça-feira, 11, uma moção de solidariedade ao líder do partido, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Aprovado em reunião da bancada, o texto de apoio é uma resposta à tentativa do governo de isolar o líder peemedebista e, assim, evitar o crescimento do grupo de aliados radicais que, descontentes com o Planalto, ameaçam criar dificuldades em votações de interesse do governo.

No texto, os deputados afirmam que os ataques a Cunha "são ataques ao PMDB" e reafirmam a confiança no líder. Na avaliação dos parlamentares, os ataques e agressões a Cunha "extrapolam o patamar da civilidade em quaisquer das relações".

Confira a íntegra do texto divulgado pela bancada peemedebista.

"Moção de Solidariedade;

A bancada do PMDB na Câmara dos Deputados tem exercitado, nos últimos meses, o debate interno e o diálogo fraterno sobre as melhores alternativas para nosso partido e nosso País. A harmonia e coesão de nossa bancada, ao tempo que incomodam outras forças políticas, que flertam com o projeto hegemônico de poder, tem tributado ao nosso líder Eduardo Cunha ataques e agressões que extrapolam o patamar da civilidade em quaisquer das relações, particularmente, nas relações políticas onde o respeito e a cordialidade são fundamentais e imprescindíveis à democracia. Os ataques ao nosso líder são ataques ao PMDB.

A bancada manifesta sua solidariedade ao deputado Eduardo Cunha e reafirma a confiança nele depositada, no dia 2 de fevereiro de 2013, e por nós reconduzido em 2014, por unanimidade, neste parlamento."