1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Eleições 2014

Bahia: Souto tem 44%; Costa, 15% e Lídice 9%, diz Ibope

TIAGO DÉCIMO - Estadão Conteúdo

27 Agosto 2014 | 17h 13

O candidato de oposição ao atual governo Jaques Wagner (PT), na Bahia, o ex-governador Paulo Souto (DEM), segue na liderança nas intenções de voto, segundo pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira, 27. De acordo com o levantamento, feito a pedido da Rede Bahia, Souto tem 44% da preferência do eleitorado - um aumento de 2% na comparação com a última pesquisa divulgada pelo instituto, em 23 de julho - e hoje venceria a eleição no primeiro turno.

A novidade do levantamento foi a presença, pela primeira vez na campanha, do candidato governista, Rui Costa (PT), na segunda colocação. Com 15% das intenções de voto, ante 8% obtidos na pesquisa anterior, o petista desbancou a senadora Lídice da Mata (PSB), que viu sua preferência no eleitorado cair de 11% para 9% no período. Rogério da Luz (PRTB) e Renata Mallet (PSTU) tiveram 1% de indicações cada e Marcos Mendes (Psol) não chegou a ter 1%. Eleitores que disseram que vão votar em branco ou anular o voto somaram 16%, enquanto os que se declararam indecisos foram 14%.

Segundo o Ibope, a pesquisa foi realizada entre 23 e 25 de agosto, com 1.008 eleitores de 59 municípios baianos. A margem de erro estimada pelo instituto é de 3%. O levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número 00013/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o número 00433/2014.

A pesquisa, porém, causou polêmica entre os integrantes da campanha de Costa, porque simulou um segundo turno envolvendo apenas os candidatos Paulo Souto e Lídice da Mata - com vitória do representante do DEM por 49% a 17%. A justificativa dada pela Rede Bahia para a simulação única foi que, no levantamento anterior, Souto e Lídice eram primeiro e segundo colocados e os únicos com mais de 10% das intenções de votos.

A coordenação da campanha petista afirmou que vai acionar a Rede Bahia e o Ibope pela atitude. "Não existe justificativa técnica para excluir Rui Costa da sondagem de segundo turno", argumenta o advogado Adriano Soares, da coordenação jurídica da campanha. "Vamos tomar medidas contra a TV Bahia e o Ibope por prática de fraude e propaganda eleitoral disfarçada."

Eleições 2014