1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Mensalão mineiro

Azeredo diz que é 'totalmente' inocente

Eduardo Kattah - O Estado de S. Paulo

07 Fevereiro 2014 | 17h 21

Informado pelo Estado sobre a manifestação da Procuradoria-Geral, que pediu sua condenação a 22 anos de prisão, deputado disse não haver prova documental ou testemunhal de sua participação no esquema

São Paulo - O deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB-MG) disse nesta sexta-feira, 07, que é "totalmente inocente" no processo do mensalão mineiro. Azeredo foi informado pelo Estado sobre a manifestação do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que pediu que o Supremo Tribunal Federal o condene a uma pena de 22 anos de prisão e pagamento de multa de R$ 451 mil por participação no esquema de financiamento ilegal de sua campanha à reeleição para o governo de Minas em 1998, segundo denúncia do Ministério Público Federal.

Nas alegações finais entregues ao STF, Janot afirma que Azeredo cometeu os crimes de peculato e lavagem de dinheiro.

"Isso está entregue ao advogado agora. Reafirmo o que eu sempre disse: eu não assinei nenhum documento eu sou totalmente inocente nesse processo", disse Azeredo. "Não existe nenhuma prova documental ou testemunhal, mas eu não conheço no que ele (Janot) está se baseando."

O deputado tucano evitou fazer comentário sobre as alegações do procurador-geral. "É natural, é a função do Ministério Público e agora cabe a função da defesa. Esse é apenas um primeiro passo."

A Procuradoria-Geral da República apontou desvio de pelo menos R$ 3,5 milhões para a campanha de Azeredo em 1998, por meio da "retirada criminosa" de recursos públicos da empresas estaduais Copasa (R$ 1,5 milhão), Comig (R$ 1,5 milhão) e do antigo Banco Estadual do Estado, Bemge (R$ 500 mil). A ação penal contra Azeredo foi recebida pelo Supremo em dezembro de 2009.

O senador Clésio Andrade (PMDB-MG) é réu em outra ação penal na Corte. Outros acusados, entre eles Marcos Valério Fernandes de Souza - condenado e preso no mensalão -, respondem a ação na 9ª Vara Criminal de Belo Horizonte.

Mensalão mineiro

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo