1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Ato perto da Fonte Nova reuniu 20 mil pessoas

 Um grande protesto no centro de Salvador marcou as manifestações de junho de 2013 na Bahia. No dia 20, enquanto Uruguai e Nigéria se enfrentavam na Arena Fonte Nova pela Copa das Confederações, cerca de 20 mil pessoas – que protestavam contra a tarifa de transporte público, os maus serviços na saúde, educação e segurança e a corrupção – entraram em confronto com a Polícia Militar, nos arredores do estádio.

SALVADOR BAHIA 20.06.2013 - ESPORTE - ESPORTES CIDADES  - COPA DAS CONFEDERAÇÕES - Protesto da população de Salvador pedindo redução da passagem entre outras reinvidicações. Os manifestantes sairam da Praça Campo Grande rumo ao estádio Arena Fonte Nova  - Na foto conflito no Bairro dos Barris nas imediações da Arena  -   Foto: NILTON FUKUDA/ESTADÃO
SALVADOR BAHIA 20.06.2013 - ESPORTE - ESPORTES CIDADES - COPA DAS CONFEDERAÇÕES - Protesto da população de Salvador pedindo redução da passagem entre outras reinvidicações. Os manifestantes sairam da Praça Campo Grande rumo ao estádio Arena Fonte Nova - Na foto conflito no Bairro dos Barris nas imediações da Arena - Foto: NILTON FUKUDA/ESTADÃO

O tumulto durou mais de três horas e houve danos aos patrimônios público e privado. Pontos de ônibus e banheiros públicos foram depredados e 12 lojas e agências bancárias do centro da cidade tiveram as fachadas destruídas. Estabelecimentos foram saqueados. Houve ato também em frente ao hotel onde a delegação da Fifa estava hospedada, na Praça do Campo Grande. Após esse protesto, Salvador não registrou nenhuma outra grande manifestação. Grupos menores, de até 2 mil pessoas, voltaram a fazer passeatas, a maioria pacífica.

Houve tentativa de fazer um novo grande protesto, em 27 de junho, nas proximidades da arena, mas a chuva frustrou a organização. Das 10 mil pessoas esperadas, só 500 participaram.