Apreciação de vetos presidenciais fica para a próxima semana

Deputados e senadores não conseguiram chegar a um acordo sobre a votação de um projeto de resolução que alterava a apreciação dos vetos presidenciais

DAIENE CARDOSO, O Estado de S. Paulo

24 Fevereiro 2015 | 22h05

Brasília A sessão do Congresso Nacional para apreciação de quatro vetos presidenciais foi suspensa na noite desta terça-feira, 24. Deputados e senadores não conseguiram chegar a um acordo sobre a votação de um projeto de resolução que alterava a apreciação dos vetos presidenciais. A proposta em discussão torna a apreciação mais célere por permitir a votação eletrônica.

Hoje seriam votados quatro vetos: o que fixava em 30 horas semanais a carga horária de trabalho dos psicólogos; o veto parcial que muda o índice do correção da dívida de Estados, municípios e o Distrito Federal com a União; o que permitia a destinação de ônibus apreendidos para o transporte escolar a cargo das prefeituras; e o que reduzia para 6% as alíquotas da contribuição previdenciária para patrões e empregados domésticos.

A próxima sessão do Congresso será na terça-feira (3) da semana que vem, quando também deve entrar na pauta o veto presidencial ao reajuste de 6,5% da tabela do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF). Esse item é o que mais preocupa o governo. Também ficou para a próxima semana a votação do Orçamento de 2015.

Mais conteúdo sobre:
Congresso vetos presidenciais suspensão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.