1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Após reuniões em Brasília, Dilma retorna para descansar na Bahia

Erich Decat - O Estado de S. Paulo

06 Março 2014 | 21h 23

Um dos encontros desta semana é questionado pelo PSDB, que acionou a presidente por ter recebido o comando de sua campanha no Palácio da Alvorada em horário de expediente

Brasília - Após uma série de reuniões no Palácio da Alvorada nos últimos dois dias, a presidente Dilma Rousseff deve voltar na noite desta quinta-feira, 6, para a base naval de Aratu, na Bahia, onde havia permanecido durante o carnaval. O retorno está marcado para o próximo domingo, 9.

Nesta quinta, Dilma se reuniu com os ministro de Minas e Energia, Edison Lobão; da Fazenda, Guido Mantega; da Casa Civil, Aloizio Mercadante; do Turismo, Gastão Vieira; do Esporte, Aldo Rebelo; e da Justiça, José Eduardo Cardozo.

Na primeira parte das discussões, com Lobão, Mantega e Mercadante; o tema da reunião foi o setor elétrico. Na conversa com Vieira e Rebelo, o assunto teria sido propaganda na Copa do Mundo. Com Cardozo, Dilma teria discutido questões de segurança durante os jogos.

Na quarta-feira, Dilma se reuniu com o ex-presidente Lula, equipe de governo e as cúpulas do PT e de sua campanha à reeleição, para discutir a corrida eleitoral deste ano e o desgaste do governo com os partidos na base aliada, principalmente com o PMDB.

A reunião foi questionada pelos tucanos, que devem protocolar uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo a aplicação de multa à presidente Dilma. De acordo com o responsável pela área jurídica do PSDB, o deputado Carlos Sampaio (SP) diz que a atitude de Dilma fere a legislação eleitoral porque ela recebeu o comando de sua campanha à reeleição no Palácio da Alvorada, em horário de expediente.