Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política

Política » Após encontro com Lula, Renan e PMDB jantam com Aécio e selam reaproximação com tucanos

Política

Dida Sampaio|Estadão

Após encontro com Lula, Renan e PMDB jantam com Aécio e selam reaproximação com tucanos

Promovido pelo senador tucano Tasso Jereissati, encontro discutiu 'alternativa' à atual crise política

0

Erich Decat,
O Estado de S. Paulo

09 Março 2016 | 19h26

Brasília - Em jantar realizado na noite desta quarta-feira, 9, em Brasília, integrantes da cúpula do PSDB e as principais lideranças do PMDB do Senado selaram reaproximação em busca de uma “alternativa” à atual crise política e econômica. O encontro ocorreu horas depois de os mesmos peemedebistas se reunirem com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na residência oficial do Senado. 

Da parte dos tucanos, estiveram presentes o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), o líder do partido, senador Cássio Cunha Lima (PB) e os senadores Tasso Jereissati (CE), José Serra (SP) e Aloysio Nunes. Do lado dos peemedebistas, compareceu o presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), o líder do partido, senador Eunício Oliveira (CE), e o senador Romero Jucá (RR). 

“Não dá para dizer que o PMDB e o PSDB se juntaram agora para derrubar a Dilma, para fazer o impeachment, não é verdade”, afirmou o senador Eunício Oliveira.

Segundo convidados, “todos os cenários” foram traçados, como o impeachment da presidente Dilma Rousseff, a cassação da chapa presidencial pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e até a própria permanência da presidente. “Não há um consenso ainda de qual é a saída”, afirmou o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), anfitrião do jantar. 

Os tucanos querem se reaproximar do PMDB no momento em que o principal aliado do governo expressa afastamento do Palácio do Planalto. Um obstáculo é o fato de setores do PMDB apresentarem certa resistência a Aécio em razão de o PSDB ter focado suas últimas ações no TSE, onde os tucanos pedem a cassação da chapa presidencial de Dilma, o que incluiria a queda também do vice-presidente Michel Temer.

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.