ANÁLISE: Até os móveis do ministério sabem que Meirelles deseja ser candidato

Se eleitoralmente o ministro da Fazenda, assim como todos os outros, ainda é um grande ponto de interrogação, a sua presença no debate nacional não faria mal, muito pelo contrário

Richard Back*, O Estado de S.Paulo

14 Setembro 2017 | 00h21

Em uma quarta-feira em que as atenções estavam postas em acontecimentos no Judiciário, a notícia fora do previsto veio de uma reunião do PSD que balançou a política e o mercado com a notícia de uma pré-candidatura que é esperada, mas que ainda é cercada de dúvidas: o partido fez convite a Henrique Meirelles para concorrer à Presidência da República.

O convite foi feito de forma heterodoxa e não foi – ainda – aceito por Meirelles, que publicou não ser pré-candidato. Só que até os móveis do Ministério da Fazenda sabem que este é o desejo do ministro.

Cabe reflexão sobre a sua capacidade eleitoral. Ele teria de mostrar viabilidade na conquista de apoios na sociedade e na política, melhorar a sua comunicação e mostrar mais potencial para carisma. Não errar o momento de pôr o bloco na rua será crucial também, não só para sua ambição política, mas também para não afetar a confiança na recuperação econômica do Brasil que ele certamente capitalizaria.

Se eleitoralmente Meirelles, assim como todos os outros, ainda é um grande ponto de interrogação, a sua presença no debate nacional não faria mal, muito pelo contrário. Com Meirelles no debate, a dura agenda econômica que vem enfrentando o governo teria explicação qualificada. Sua presença também ajuda a evitar que se discuta de forma torta e desqualificada problemas reais do Brasil, a exemplo do que se fez nas eleições de 2014.

Se até os que hoje negam as reformas que ainda serão necessárias em 2019 sabem da sua necessidade para que o Estado brasileiro exista no médio prazo, Meirelles contribuiria com a qualificação deste debate, ajudando no amadurecimento do País de uma forma geral. 

Vencendo ou não as eleições, Meirelles, inegavelmente, deixaria um legado para o País com sua candidatura.

* ANALISTA POLÍTICO DA XP INVESTIMENTOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.