1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Aliança entre Dilma e Temer é consolidada, diz Rossi

GUSTAVO PORTO - Agência Estado

07 Março 2014 | 12h 05

Em meio à troca de acusações entre o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha, e o presidente nacional do PT, Rui Falcão, o deputado estadual e presidente do PMDB em São Paulo, Baleia Rossi, defendeu a aliança entre os dois partidos no âmbito federal e minimizou os ataques mútuos. Em entrevista ao Broadcast Político, serviço de informações da Agência Estado, Rossi afirmou que a parceria entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e o vice-presidente Michel Temer (PMDB) está consolidada e não é ameaçada pelas posições de Cunha.

"A aliança entre Dilma e o Michel Temer é absolutamente consolidada no PMDB. O Eduardo Cunha não se coloca contra a aliança, mas defende posição de bancada, como grande líder que é", disse Rossi. Para o presidente do PMDB paulista, além dos problemas entre a bancada peemedebista na Câmara e a presidente Dilma, a crise ganhou volume com a discussão entre os dois partidos para as eleições do Rio de Janeiro, base eleitoral de Cunha.

No estado, a aliança entre PT e PMDB caminha para o fim nas eleições deste ano, com as candidaturas independentes do senador Lindbergh Farias (PT) e do vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). "Querem aproveitar a dificuldades entre o PMDB e o PT no Rio e jogam nas costas do Eduardo. Mas ele se posiciona claramente pela bancada", afirmou Rossi.

Rossi admitiu, no entanto, que a discussão entre Eduardo Cunha e Rui Falcão, iniciada após uma fala do presidente nacional do PT durante o carnaval, extrapolou a posição do líder peemedebista na bancada. "A discussão entre Cunha e Rui Falcão extrapolou bancada, mas ele (Cunha) foi provocado. Querem criar uma situação embaraçosa do líder que não existe e ele vai trabalhar sempre pelo que for maioria na bancada", defendeu.

Rossi considerou ainda que Temer "é a grande liderança do PMDB" nacional e "que isso jamais foi questionado" no partido. "De maneira alguma essa liderança será colocada em xeque. O Michel é o grande líder do partido, pois dialoga e não impõe posição", concluiu.