1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Alckmin espera relatório da Corregedoria sobre cartel

CARLA ARAÚJO E CAIO DO VALLE - Agência Estado

12 Fevereiro 2014 | 12h 13

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, voltou a afirmar nesta quarta-feira, 12, que não recebeu o relatório da Corregedoria-Geral da Administração (CGA), órgão de controle do governo estadual que apura a conduta de agentes públicos.

"Ainda não recebi o relatório. Determinamos que a Corregedoria fizesse uma apuração rigorosa, profunda, com total independência e liberdade", afirmou, após participar a inauguração da estação Adolfo Pinheiro, da linha 5-Lilás do Metrô.

O relatório sugere o afastamento de 15 funcionários da CPTM e também do Metrô envolvidos na investigação sobre formação de cartel em São Paulo. O cartel teria operado entre 1998 e 2008 no setor metroferroviário de São Paulo, período que compreende as gestões dos governadores Mário Covas, José Serra e Geraldo Alckmin, todos do PSDB.

Segundo Alckmin, o relatório ainda não está concluído. "Assim que estiver, vamos receber. E se tiver alguém cujo patrimônio não bata, ele será, se tiver cargo de confiança, imediatamente afastado", afirmou.

O governador disse ainda que "a maioria das pessoas citadas não trabalha no Metrô há anos".