1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Alckmin defende 'apuração rigorosa' de ex-chefe da Casa Civil de Covas

O Estado de S. Paulo

10 Março 2014 | 15h 21

Governador de São Paulo comentou reportagem do Estado que mostra provas da conta bancária de Robson Marinho no exterior

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) defendeu nesta segunda-feira, 10, uma "investigação rigorosa" sobre a atuação do ex-chefe da Casa Civil do governo Mário Covas (1994-2001), Robson Marinho, no suposto esquema de cartel do setor de energia envolvendo a multinacional francesa Alstom.

"Em relação a Robson Marinho, acho que tem que apurar, o que todos nós queremos é que haja uma apuração rigorosa, que se esclareça as questões e as punições devidas. Então, é avançar com a investigação", afirmou Alckmin.

Como revelou o Estado nesta segunda, a Suíça encaminhou aos investigadores brasileiros cópia do cartão de abertura da conta secreta em Genebra do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Robson Riedel Marinho, ex-chefe da Casa Civil do governo Mário Covas (PSDB).

A suspeita do Ministério Público Federal é de que a conta foi abastecida com recursos do Caso Alstom - esquema de pagamento de propinas na área de energia do Estado, entre outubro de 1998 e dezembro de 2002, nos governos Covas e Geraldo Alckmin. O documento é uma das mais importantes provas contra o ex-braço direito de Covas que, desde 2010, quando a Justiça de São Paulo acolheu ação cautelar de sequestro de seus valores, tem negado possuir ativos no exterior.