Alckmin anuncia nome do PPS para Secretaria de Emprego

'Ele tem uma larga experiência e vida sindical', disse o governador eleito

Agência Estado,

22 Dezembro 2010 | 19h58

SÃO PAULO - O governador eleito Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou nesta quarta-feira, 22, que o deputado estadual Davi Zaia, do PPS, assumirá a pasta de Emprego e Relações do Trabalho. "É uma grande alegria poder anunciar Davi Zaia. Ele tem uma larga experiência e vida sindical", disse o governador eleito, segundo nota divulgada pela sua assessoria.

 

Zaia é presidente estadual do PPS. Com carreira no movimento sindical, no qual atua desde os anos 1980, o novo titular da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho é citado por aliados como um político conciliador, com experiência na resolução de disputas trabalhistas.

 

O secretário é funcionário de carreira do Banco Nossa Caixa, incorporado pelo Banco do Brasil, tendo sido eleito, em três oportunidades, presidente do Sindicato dos Bancários de Campinas. Sua trajetória no sindicalismo inclui ainda passagens pela Presidência do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e pela Executiva Nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

 

A militância política de Zaia teve início no processo de abertura política do Brasil, no período final da ditadura militar (1964-1985). Na época, o político era filiado ao PCB, tendo posteriormente migrado para o PPS, fundado em 1992 por alas do "partidão".

 

Em paralelo à atividade de deputado estadual, Zaia atua como presidente da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul e é vice-presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT). A indicação do político para a pasta sinaliza que o PSDB pode na atual gestão abrir mão de mais cargos para acomodar aliados. O ex-governador José Serra negociou em 2006 apenas três secretarias com outras siglas.

 

O nome de Zaia foi escolhido dentro do PPS por sua atuação como presidente da Comissão de Assuntos Metropolitanos da Assembleia Legislativa de São Paulo. O governador eleito já disse que pretende criar em sua gestão uma Secretaria de Gestão Metropolitana, cujo foco é integrar e otimizar as ações voltadas às regiões.

Mais conteúdo sobre:
Alckmin transição secretarias Emprego

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.