Aeroviários suspendem greve marcada para a manhã desta quinta

Apesar de continuarem com o trabalho, aeroviários fazem passeata no aeroporto internacional de São Paulo, em Cumbica, Guarulhos

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

23 Dezembro 2010 | 06h01

SÃO PAULO - Foi confirmada, no final da madrugada, pela Federação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Aéreos a suspensão da greve, em nível nacional, dos aeroviários, marcada pela categoria e que teria início às 5 horas desta quinta-feira, 23.

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, o ministro Milton de Moura França, havia concedido na noite de quarta-feira, 22, uma liminar determinando que 80% dos funcionários do setor aéreo não entrassem em greve. "Com essa decisão do TST, que aplicaria uma multa de 100 mil reais por dia, a greve ficou inviabilizada. Agora iremos aguardar o julgamento do dissídio da categoria", afirmou Uébio José da Silva, vice-presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Aéreos.

Os aeroviários defendem 15% de reajuste salarial e os aeroviários, de 13%, enquanto a proposta das companhias aéreas é de 6,85%, considerando a correção pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) mais meio ponto porcentual de ganho real. Mesmo com a suspensão da greve, os aeroviários realizavam, às 5h30 desta manhã, uma passeata no aeroporto internacional de São Paulo, em Cumbica, Guarulhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.