1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Eleições 2014

Aécio rebate crítica sobre 'medidas impopulares'

DAIENE CARDOSO - Agência Estado

07 Maio 2014 | 20h 24

O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, senador Aécio Neves (MG), rebateu nesta quarta-feira as críticas da presidente Dilma Rousseff às suas propostas para a área econômica. Em jantar na terça-feira com jornalistas, a presidente ironizou o tucano ao dizer que "tem gente defendendo medidas impopulares". "Só tem que ter cuidado para que medida impopular não se transforme em antipopular", alfinetou a petista.

Na tarde de hoje, o presidenciável reagiu: "Eu vejo uma presidente permanentemente preocupada. O que nós vamos fazer é corrigir os equívocos do atual governo. O que nós vamos fazer é acabar com a medida mais impopular tomada por esse governo, que foi permitir que a inflação voltasse no Brasil", respondeu.

Aécio disse que, se eleito, vai reduzir pela metade os 39 ministérios do atual governo. "Agora eu vou sim tomar pelo menos duas medidas impopulares, mas impopulares para o PT: vou acabar com metade desses ministérios se vencer as eleições, portanto com a boquinha de muita gente. E vou acabar com essas falcatruas e essas irresponsabilidades que ocorrem nas empresas brasileiras, em especial a Petrobras", completou. O tucano negou ainda que a comissão de inquérito tenha o objetivo de prejudicar Dilma. "Não é uma CPI política. Não acordamos um dia e dissemos: vamos fazer uma CPI para incomodar a presidente", disse.

Eleições 2014