Reuters
Reuters

Aécio perdeu em 2014 e agora não aceita derrota, diz Humberto Costa

"Quem votou fechado (em Renan Calheiros) foi o PT, mais do que o PMDB", afirmou Aécio, logo após o resultado.

RICARDO BRITO - RICARDO.BRITO@ESTADAO.COM, O Estado de S. Paulo

01 Fevereiro 2015 | 19h30

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), ironizou o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), que culpou a bancada petista pela reeleição do presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL).

"Parece que o senador Aécio perdeu em 2014 e agora não aceita mais derrota", afirmou o líder petista.

Na disputa mais acirrada por que passou para o cargo que assumirá pela quarta vez, Renan Calheiros conquistou em votação secreta 49 apoios, o adversário do partido Luiz Henrique (SC), 31, e ainda teve um voto nulo.

"Quem votou fechado (em Renan Calheiros) foi o PT, mais do que o PMDB", afirmou Aécio, logo após o resultado. No início da noite de sábado, 31, a bancada do PT decidiu apoiar, por unanimidade, a reeleição do peemedebista alagoano. O partido é o segundo maior da Casa, com 13 senadores.

Humberto Costa disse que Luiz Henrique saiu da votação "com sentimento de dever cumprido". "Houve um debate político muito importante e acho que muitos dos temas que ele levantou nó vamos trabalhar para que sejam incorporados a essa nova administração, mas a disputa aconteceu", destacou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.