1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Aécio lançará candidatura em SP

Pedro Venceslau - O Estado de S. Paulo

27 Janeiro 2014 | 20h 19

Senador mineiro, provável candidato à Presidência pelo PSDB, vai dar prioridade na campanha ao maior colégio eleitoral do país e ao Nordeste, onde o PT venceu nas últimas três eleições

São Paulo - Provável candidato do PSDB à Presidência, o senador mineiro Aécio Neves decidiu que o lançamento de sua campanha será feito no maior colégio eleitoral do País, São Paulo, estado que é berço do partido e é governado por tucanos há 20 anos. Dirigentes já estão em busca do local para a realização do evento que oficializará a candidatura de Aécio.

Duas opções estão sendo avaliadas: realizar o evento na capital ou em alguma outra cidade da Grande São Paulo.

Segundo um dirigente do PSDB paulista, a ideia é fazer o evento parecido com o que os tucanos chamam de mobilização de 'Poços de Caldas'. No último dia 18 de novembro, o senador Aécio reuniu em Poços de Caldas diversos governadores tucanos, além do ex-presidente Fernando Henrique Cardozo, em grande ato político que consagrou a unidade partidária em torno do projeto presidencial de Aécio.

O lançamento da candidatura de Aécio está previsto para acontecer em março. Antes disso, porém, o senador tucano fará seu primeiro giro político de 2014 pelas regiões de São Paulo em que ele ainda não visitou desde que assumiu a presidência nacional do partido. Ele vai para Araçatuba no próximo dia 7, e logo em seguida para São Carlos. No dia 21 fará um giro pela Baixada Santista.

Em março, além do lançamento da campanha, Aécio já tem pelo menos mais uma agenda programada: o Congresso Paulista de Municípios, que será realizado em Campos de Jordão. "Estamos trabalhando para retomada de encontros regionais. Nossa prioridade é visitar as cidades das regiões que ele ainda não foi", diz o deputado federal Duarte Nogueira, presidente do PSDB de São Paulo. Entre uma viagem e outra para são Paulo, Aécio visitará o prefeito de Manaus, Artur Virgílio.

"São Paulo pode dar a Aécio a diferença para superar eventuais tropeços no Nordeste", diz o ex-deputado Nilton Flávio, presidente do PSDB paulistano. "A ideia de lançar a candidatura dele na capital reforça o compromisso com os paulistanos". Todos os candidatos do PSDB a presidência saíram de São Paulo: FHC, José Serra e Geraldo Alckmin.

Aécio esteve duas vezes em São Paulo nos últimos três dias. No sábado, participou do aniversário do deputado Paulinho da Força, presidente do Solidariedade e, nesta segunda-feira, participou de evento no Palácio dos Bandeirantes em homenagem às vítimas do Holocausto. Organizada pela Confederação Israelita do Brasil, a cerimônia homenageou os sobreviventes do Holocausto e os veteranos da Força Expedicionária Brasileira que lutaram na Segunda Guerra Mundial.

Dividiram o palco o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o ex-governador José Serra, o senador Aécio Neves, o vice-presidente da República, Michel Temer; o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, provável candidato à Presidência pelo PMDB, o deputado federal 'marineiro' Walter Feldman (PSB-SP) e o ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD-SP).

Nordeste. O segundo principal foco de atuação do PSDB será o Nordeste, região que votou majoritariamente com o PT nas três últimas eleições. "Nossa prioridade estratégica é São Paulo e os estado do Nordeste. O Sul e o Centro-oeste sempre votaram com o PSDB. No Espírito Santo a gente sempre ganha. E o Rio de Janeiro é um caso à parte", resume o deputado federal Marcos Pestana, presidente do PSDB mineiro e um dos históricos aliados de Aécio.

Em 2013, Aécio também elegeu São Paulo como principal foco de atuação. Foi na cidade de Barretos, por exemplo, que os tucanos fizeram evento que lançou seu nome para pré-candidatura tucana.