1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Aécio diz que acabará com metade dos ministérios

CARLA ARAÚJO E PEDRO VENCESLAU - Agência Estado

31 Março 2014 | 15h 52

O senador Aécio Neves disse nesta segunda-feira, durante um almoço com 400 empresários em São Paulo, que, se eleito, reduzirá pela metade o número de ministérios. Falando para cerca de 400 empresários, Aécio prometeu ainda criar uma secretaria extraordinária para promover a reforma tributária e disse que em seis meses apresentará um projeto para reduzir a carga de tributos.

O mineiro comentou ainda os boatos sobre a possibilidade de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltar a disputar as eleições presidenciais. "Ouço sempre que pode haver uma mudança de candidatura no campo governista. Mas para mim não importa se o adversário será o ex-presidente Lula ou a presidente Dilma", disse. "Quero é derrotar um modelo que não vem fazendo bem para o Brasil", afirmou Aécio, que defendeu também a redução da maioridade penal.

O senador criticou ainda a atuação do governo na Petrobras e disse que ele desconhece influência política em empresas mineiras. "Não sei partido político de nenhum diretor da Cemig, que guardadas as devidas proporções, é a nossa Petrobras de Minas Gerais. Acho que eles não tem nem filiação partidária." Também participaram do evento promovido pelo Lide (Grupo de Líderes Empresariais), os governadores tucanos de São Paulo, Geraldo Alckmin, e de Minas Gerais, Antonio Anastasia.