1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Aécio afirma não haver constrangimento por receber apoio do PTB de Roberto Jefferson

José Maria Tomazela - O Estado de S. Paulo

21 Junho 2014 | 12h 46

Tucano afirma que partido 'expressa sentimento de mudança' e que mensalão só veio à tona porque ex-deputado denunciou esquema

Ao anunciar o apoio do PTB à sua candidatura, o pré-candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, disse não ficar constrangido por receber apoio de um partido liderado por um condenado no processo do mensação, o ex-deputado Roberto Jefferson. "O PTB expressa o sentimento da sociedade por mudanças e é um aliado federal tradicional do PSDB. Lá atras, deu apoio ao presidente Fernando Henrique Cardoso no momento da estabilidade econômica, deu sustentação ao governo do presidente Lula e, nesse momento, busca um caminho de maior convergência", disse o tucano.

Aécio afirmou que, quando foi governador de Minas Gerais, teve o apoio do PTB, o que também ocorreu em São Paulo com Geraldo Alckmin. "Não me cabe fazer julgamento individual de A ou B. Há um movimento natural das bases e isso acaba fazendo com que um partido aprove formalmente seu apoio, como aconteceu com o PTB. É bem-vindo e vamos fazer uma grande caminhada pelo Brasil."

Perguntado sobre como criticaria o mensalão a partir de agora, sendo apoiado pelo partido de Jefferson, Aécio desconversou. "Respondo por minha conduta, não altera em nada o projeto político pra o Brasil. O que vejo é um partido político que se junta a nós nesse momento e é muito bem-vindo."

Aécio falou com os jornalistas logo após o evento em que recebeu o apoio formal do Solidadriedade, liderado pelo deputado federal Paulinho da Força (SP), que estava ao seu lado. Depois de ter encerrado a entrevista, chamou os jornalistas para acrescentar: "Só houve mensalão porque o Roberto Jefferson denunciou o esquema".