Advogado de Mônica e o de Renan batem boca no Senado

Calmon ataca Ferrão após ser questionado sobre recebimento de R$ 100 mil

Agencia Estado

21 Junho 2007 | 12h51

O advogado de Mônica Veloso, Pedro Calmon, acusou Eduardo Ferrão, advogado do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), de forjar documentos sobre o pagamento de R$ 100 mil em duas parcelas à jornalista com quem o senador tem uma filha de 3 anos. Em depoimento ao Conselho de Ética, Calmon afirmou ter participado de uma simulação ao assinar documento que comprova o recebimento dos R$ 100 mil. Segundo ele, o valor diz respeito à complementação da pensão da filha de Mônica com o senador, que ainda não tinha sido oficializada. Já na versão de Renan, o dinheiro seria destinado à criação de um fundo de pensão para a criança. Questionado pelo senador Valter Pereira (PMDB-MS) sobre a simulação na assinatura do documento, Calmon se irritou e apontou diretamente para Ferrão, que não respondeu às acusações. Ainda se justificando, o advogado de Mônica diz que foi levado a assinar o tal documento porque, do contrário, sua cliente não receberia o dinheiro. Após o episódio, o advogado da jornalista ameaçou não responder mais às perguntas dos senadores. "Vou avaliar se responderei", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.