DIDA SAMPAIO/ESTADÃO
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

A empresários, Temer diz que avalia disputar eleição

Presidente jantou com representantes de cinco confederações nacionais no Palácio da Alvorada

Felipe Frazão, O Estado de S. Paulo

21 Março 2018 | 00h06

 

BRASÍLIA - O presidente Michel Temer disse a empresários que avalia disputar a reeleição, durante jantar com dirigentes de cinco confederações nacionais no Palácio da Alvorada, em Brasília, na noite desta terça-feira, 20.

O deputado Laércio Oliveira (SD-SE), vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), confirmou que Temer foi indagado por eles sobre a intenção de se candidatar e respondeu que está avaliando. Mais cedo, Temer disse que "não é improvável" que dispute um novo mandato.

"Falamos sobre a economia, o momento que o Brasil atravessa, as eleições. Ele falou que está analisando essa possibilidade (disputar a reeleição), conversando com muita gente. Mas foi um assunto tocado muito rapidamente, sem render muita conversa nem ouvir a opinião de ninguém sobre isso", disse Oliveira.

O deputado disse que o presidente relatou o desejo fazer mais encontros do tipo com o setor produtivo. Conforme Oliveira, cada um dos representantes patronais fez um panorama de sua área ao presidente. "Foi um jantar agradável, informal, uma gentileza com os presidentes das confederações."

Eles também reforçaram preocupações com a carga tributária e rechaçaram aumento do PIS-Cofins. A reforma do PIS-Cofins, uma das pautas da simplificação tributária, é uma das 15 prioridades do governo Temer para a economia neste ano.

"Tanto eu quanto o presidente Robson (Andrade, da Confederação Nacional da Indústria) fomos veementemente incisivos, contrários a qualquer proposta de aumento da carga tributária. O governo pensa em aumentar o PIS-Cofins. Falamos que não tem ambiente no Brasil para aumento de carga tributária", afirmou o parlamentar.

O jantar foi solicitado por Andrade, da CNI, e estava sendo programado desde a semana passada, embora tenha sido incluído de última hora na agenda presidencial.

Também participaram Clésio Andrade, presidente da Confederação Nacional do Transporte (CNT), Glaucio Binder, presidente da Confederação Nacional de Comunicação Social (CNCOM) e Márcio Coriolano, presidente da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg).

Participam do jantar os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco.

Nos próximos dias, o presidente estuda fazer viagens ao Nordeste, ainda não confirmadas oficialmente pela Presidência.

Mais conteúdo sobre:
Michel Temer eleições 2018

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.