1. Usuário
Assine o Estadão
assine

PSB confirma candidatura para sucessão de Campos

Angela Lacerda - O Estado de S. Paulo

15 Junho 2014 | 16h 32

O ex-governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB) participou de evento que lançou Paulo Câmara (PSB) e Raul Henry (PMDB) como candidatos ao governo de Pernambuco

RECIFE - O ex-governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB) quis demonstrar força na convenção estadual da Frente Popular, que homologa, na tarde deste domingo, 15, os nomes de Paulo Câmara (PSB) e deputado federal Raul Henry (PMDB) como candidatos a governador e vice-governador de Pernambuco. O ex-ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB) vai disputar o Senado. 

A militância lotou o Clube Português, no Parque Amorim, numa festa colorida e barulhenta. Orquestra de frevo, bonecos gigantes, apitaço, e muito grito de “avança”. Os cartazes distrbuídos pelo recinto mostram as fotos de Campos , Marina Silva  e o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) com afirmações de “O ovo Pernambuco Avança” e “Novos avanços”. Eles  são esperados com o mote “à vitória Pernambuco”.”

É a primeira agenda pública de Campos depois que ele se mudou para São Paulo, onde instalou escritório da campanha presidencial. E dois dias depois do ex-presidente Lula e da presidente Dilma terem participado de encontro político em que Campos foi  alvo de críticas de ingrato e traidor por romper uma aliança com o PT, que durou 11 anos e beneficiou o Estado.

A Frente Popular reúne 21 siglas, mas ainda não demonstrou força na preferência do eleitorado. Pesquisa Ibope realizada no último dia 2 indicou o ex-aliado Armando Monteiro Neto (PTB), que tem o apoio do PT, com 43% da preferência dos eleitores. O candidato de Campos apareceu com 8%.

Ataques. Na convenção, o senador Jarbas Vasconcelos, dissidente do PMDB, fez ataques à presidente Dilma Rousseff. “Essa senhora fez tudo errado e vai perder a eleição para um grande político e homem público, Eduardo Campos”. Primeiro a falar no evento, o senador ainda pregou que a militância vista a camisa e vá as ruas com a bandeira da continuação. “Não podemos ter um retrocesso, parar de crescer”, disse.

No palco, ao lado dos candidatos da chapa majoritária Eduardo Campos e Marina Silva, o escritor Ariano Suassuna, a viúva do ex-governador Miguel Arraes e avó de Campos, Madalena Arraes, o ex-governador Roberto Magalhães e o atual governador João Lyra.