1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Procurador-geral cria força-tarefa para a Lava Jato

Fausto Macedo - O Estado de S.Paulo

10 Abril 2014 | 02h 07

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, instalou uma força-tarefa para atuar exclusivamente na Operação Lava Jato. Um grupo de seis procuradores foi designado para analisar os dados dos inquéritos da Polícia Federal e preparar denúncias criminais contra os alvos da investigação.

A equipe especial do Ministério Público Federal é formada por três procuradores regionais da República e três procuradores de Porto Alegre, Curitiba e São Paulo. Eles têm ampla experiência em ações contra esquemas de evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

A força-tarefa tem prazo de cinco meses para agir.

A Lava Jato foi deflagrada em março pela Polícia Federal para desarticular organização criminosa supostamente comandada pelo doleiro Alberto Youssef.

A investigação aponta para lavagem de R$ 10 bilhões. Parte desse montante teria origem em desvios de verbas públicas.

Os investigadores descobriram ligações de Youssef com o engenheiro Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás. Ambos estão presos em caráter preventivo.

Segundo a PF, o doleiro infiltrou-se em órgãos públicos e estatais para conquistar contratos milionários utilizando-se de empresas de fachada.

Os procuradores vão avaliar de quais crimes poderão acusar formalmente, à Justiça, o doleiro Alberto Youssef e os outros investigados.

  • Tags: